Pesquisar conteúdo deste blog

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Astronomia aerotransportada




As brilhantes estrelas de Sagitário e o centro da Via Láctea aparecem pouco além da ponta da asa de um Boeing 747 nesta foto astronômica, tirada em uma viagem. A cena estratosférica foi registrada no começo deste mês, durante um voo transoceânico de Nova York para Londres, 11.0000 metros acima do Oceano Atlântico

O céu, àquela altura, evidentemente estava límpido e escuro, as condições ideais para fotos astronômicas. Entretanto houve desafios a serem vencidos pelo observador através da janela do avião movendo-se a quase 1.000 quilômetros por hora. 

Mais de 90 exposições de 30 segundos, ou menos, foram tentadas com uma lente de alta velocidade e o ajuste sensível da câmera, com o uso de um pequeno tripé flexível e uma cobertor para bloquear os reflexos das luzes internas. Ao fim, uma exposição com 10 segundos de duração resultou neste preciso e colorido exemplo de astronomia aerotransportada.

Tradução de Luiz Leitão

Bright stars of Sagittarius and the center of our Milky Way Galaxy lie just off the wing of a Boeing 747 in this astronomical travel photo. The stratospheric scene was captured earlier this month during a flight from New York to London, 11,0000 meters above the Atlantic Ocean

Of course the sky was clear and dark at that altitude, ideal conditions for astronomical imaging. But there were challenges to overcome while looking out a passenger window of the aircraft moving at nearly 1,000 kilometers per hour (600 mph). 

Over 90 exposures of 30 seconds or less were attempted with a fast lens and sensitive camera setting, using a small, flexible tripod and a blanket to block reflections of interior lighting. In the end, one 10 second long exposure resulted in this steady and colorful example of airborne astronomy.

Nenhum comentário:

Postar um comentário